Caso Mari Ferrer: MPSC afirma que vídeo da audiência foi editado e manipulado

Nesta quarta-feira (04), o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) se manifestou sobre o vídeo da audiência de Mariana Ferrer, divulgado ontem pelo site Intercept Brasil.

De acordo com o órgão, o vídeo foi editado de forma que os trechos em que o promotor e o juiz interferem contra excessos praticados pelo advogado Cláudio Gastão da Rosa Filho são suprimidos, dando a impressão de que a vítima foi humilhada sem nenhum tipo de interferência.

O MPSC informou que entrou com um pedido de quebra de sigilo processual para que o vídeo real possa ser divulgado, de forma que seja feita a defesa do promotor Thiago Carriço de Oliveira no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e na Corregedoria.

Segundo o MPSC, as intervenções a favor da vítima foram feitas, mas não foram exibidas pelo vídeo divulgado no dia (03).

Fonte: istoe.com.br

Veja Também

Moraes pede que PGR se manifeste após Bolsonaro desistir de depor

Ministro do STF também determinou a prorrogação por mais 60 dias do inquérito que apura acusação …